quinta-feira, 4 de abril de 2019

"3 faces" é um retrato humano e comovente sobre as condições das mulheres no Irã


O filme iraniano vencedor de Melhor Roteiro em Cannes 2018, "3 faces", do diretor Jafar Panahi (Táxi Teerã) estreia hoje nas principais salas de cinema do país. Com estilo documental, a narrativa acompanha a viagem da atriz Behnaz Jafari e de Jafar Panahi - ambos como eles mesmos - para uma aldeia ao norte do Irã. Os dois têm como intuito investigar se um vídeo enviado à atriz é verdadeiro ou manipulado, devido a gravidade das imagens feitas por uma jovem moradora do povoado.  

Nesse lugar de difícil acesso, com uma estrada que permite apenas a passagem de um carro por vez, Behnaz Jafari e Jafar Panahi se deparam com pessoas ainda calcadas por visões extremamente conservadoras, onde o patriarcalismo impera em nível máximo impedindo meninas de irem atrás de seus sonhos e oferecendo apenas o casamento como opção de vida. Uma sociedade que parou no tempo em todos os sentidos e não permite a chegada de transformações.  Como por exemplo na cena em que a remetente do vídeo comenta sobre a questão da estrada: "Um dia peguei uma pá para abrir outra via na estrada, mas não me deixaram".

O começo do filme com imagens de câmera de celular expõe de modo perturbador e visceral a sensação de desespero da jovem, cuja ambição de tornar-se uma atriz lhe lhe negada pelo simples fato de ter nascido mulher. Aceitar as coisas como são até pode ser acolhida pelos moradores da aldeia, mas para a menina, lutar pelo seu sonho é uma questão de vida ou morte. Sua rebeldia quiçá simboliza as transformações ou o novo, aspectos que não são aprovados pela comunidade.

Com um roteiro envolvente, provocador e ao mesmo tempo com uma pitada de humor, o filme ilustra a rotina destas pessoas e a interação destes com o vilarejo, como se a redenção não existisse, mas sim, o milagre da proximidade entre os moradores.

Ao evocar a necessidade urgente de Behnaz Jafari e de Jafar Panahi em cumprir com a tarefa de averiguar a veracidade do vídeo, o filme proporciona um recorte arrebatador sobre a opressão e a violência contra as mulheres em pleno século XXI de uma forma humana e comovente, além de uma homenagem encantadora às atrizes.
CineBliss*****
#Filme visto no Festival do Rio 2018





Ficha Técnica: 

3 faces (Se rokh)
Irã, 2018
Direção: Jafar Panahi
Roteiro: Jafar Panahi, Nader Saeivar
Produção: Jafar Panahi
Fotografia: Amin Jafari
Montagem: Mastaneh Mohajer, Panah Panahi
Elenco: Behnaz Jafari, Jafar Panahi, Marziyeh Rezaei, Maedeh Erteghaei

Nenhum comentário:

Postar um comentário