terça-feira, 27 de novembro de 2018

"Um homem comum" reverbera os conflitos internos de um criminoso de guerra


Estreia nesta quinta-feira (29) o filme "Um homem comum"(2017), do diretor Brad Silberling (Cidade dos anjos), em uma coprodução entre Estados Unidos e Sérvia. Na narrativa cinematográfica, a cidade de Belgrado é o cenário para o drama da jornada do criminoso de guerra O General (Ben Kingsley), cujos feitos são condecorados por uns e repudiados por outros.

Devido a esse conflito, O General vive em reclusão fugindo das autoridades internacionais, mudando de lugares com frequência e contando com a ajuda de seus apoiadores. Em um dos seus esconderijos conhece a jovem e solitária Tanja (Hera Hilmar), com a qual inicia uma relação de cumplicidade. Logo, O General descobre que Tanja na verdade não é uma empregada, mas sim, uma agente secreta com a missão de protegê-lo. Conforme o cerco se fecha para capturá-lo, lhe resta apenas a opção de confiar nela. 
 
Com uma fotografia escura com ares de mofo, o espectador é arremessado para dentro de um apartamento claustrofóbico, onde discussões acaloradas sobre nacionalismo, crimes de guerra e passado violento são ecoados na tentativa de redenção do protagonista. As poucas cenas externas, mostra uma região que em algum momento do passado fora devastada pela guerra e agora busca um recomeço. No filme, essa transição do passado sombrio para um futuro melhor está em conseguir fazer parte da União Europeia. Entrentato, para tal feito a exigência da comunidade é o aprisionamento e julgamento do General. 

Os 90 minutos de "Um homem comum" são embriagados pelo conflito interno do protagonista, com pouco suspense e mais diálogo, uma vez que o histórico de si mesmo é carregado de contradições: sofre com traumas familiares sem aparentemente demonstrar arrependimento dos crimes cometidos. Essa complexidade de personagem está notável na performance do ator Ben Kingsley, em que pontua com eficiência a vaidade e o sofrimento deste homem 'supostamente' comum.
CineBliss **



Ficha técnica: 

Um homem comum (An ordinary man)
Estados Unidos/Sérvia, 2017
Direção: Brad Silberling 
Roteiro: Brad Silberling
Produção: Brad Silberling,  Ben Kingsley
Elenco: Ben Kingsley, Hera Hilmar, Peter Serafinowicz

Nenhum comentário:

Postar um comentário