quinta-feira, 20 de outubro de 2016

Confira a lista do CineBlissEK com os cinco destaques do Festival do Rio 2016


No último domingo (16), encerrou mais uma edição do Festival do Rio. O blog CineBlissEK, teve o privilégio de conferir nesses 11 dias de maratona cinematográfica, um total de 24 títulos vindos de todo mundo, incluindo longa metragens e documentários. Dessa seleção de filmes, o blog destaque cinco narrativas que proporcionaram de uma maneira brilhante, jornadas de reflexão, provocação e emoção. Confira abaixo as cinco preferências:


Much Loved (Much Loved)
Direção: Nabil Ayouch
França/Marrocos, 2015
Elenco: Loubna Abidar, Halima Karaouane, Asmaa Lazrak, Sara El Mhamdi Elaaloui, Abdellah Didane



Em Marrakech, encontra-se a experiente garota de programa Noha (Loubna Abidar), acompanhada de outras três jovens, que juntas trabalham para satisfazer as necessidades masculinas. Participam de festas ostensivas - banhada de bebidas alcoólicas, drogas e dinheiro -, realizadas por clientes poderosos, onde são tratadas como mero objetos sexuais. Após a finalização de suas noites de trabalho, refugiam-se num apartamento modesto, unindo-se uma a outra, tanto para defender-se de qualquer abuso, como na cama para dormir. Essas mulheres em suas intimidades, andam pelo apartamento de pijamas infantis, discutem sobre bobagens como irmãs e alimentam sonhos para melhorarem de vidas. 
Uma narrativa febril e emocionante, que mergulha em um universo perverso e violento, no qual a mulher não possui nenhum tipo de direito. Um meio dominado por homens poderosos, que contrasta com a miséria das ruas em Marrakech. 


Você e o seus (Dangsinjasingwa dangsinui geot)
Direção: Hong Sang-soo
Coreia do Sul, 2016
Elenco: Kim Ju-Hyeok, Lee Yoo-Young


A divertida comédia coreana, apresenta o pintor Young-soo (Kim Ju-Hyeok) com diversos problemas pessoais. Um deles, envolve a descoberta de que sua namorada Minjung (Lee Yoo-Young), bebe demais e até saiu com um homem desconhecido. Ao ser interrogada pelo namorado, a jovem nega tudo e decide dar um tempo na relação. Logo, Young-soo percebe seu verdadeiro amor por Minjung, indo à procura dela por toda cidade. Já Minjung, parte para encontros inesperados com certos homens, em que demonstra um outro lado de sua personalidade.
A trilha sonora do filme, converte-se num elemento fundamental para demarcar a passagem de tempo, tal como o roteiro simpático, preciso e elegantemente cômico.


Capitão Fantástico (Captain Fantastic)
Direção: Matt Ross
Estados Unidos, 2016
Elenco: Viggo Mortensen, Frank Langella, Kathryn Hahn, George MacKay, Samantha Isler, Annalise Basso



O pai de família Ben (Viggo Mortensen) junto de sua esposa, decidiram criar os seis filhos no meio da floresta, sem contato nenhum com a civilização, a não ser através de livros. Com uma rotina, regada de exercícios físicos, caça para própria alimentação, contato com a natureza e discussões intelectuais, Ben acredita ser a melhor educação para sua prole. Todavia, com o falecimento da esposa, eles recebem o chamado para aventurar-se na sociedade capitalista e testarem seus conhecimentos, assim como experimentarem novas realidades. 
O ator Viggo Mortensen está primoroso no papel do pai hippie e devoto. O roteiro do road movie familiar, que contrasta natureza versus civilização e, com pitadas de sarcasmo, está construído de uma forma magnífica.


Toni Erdmann (Toni Erdmann)
Direção: Maren Ade
Alemanha/Áustria, 2016
Elenco: Peter Simonischek, Sandra Huller, Lucy Russell



O professor de música Winfried (Peter Simonischek), decidi tirar férias para viajar à Romênia, com o intuito de surpreender sua filha Inês (Sandra Huller), para uma possível reaproximação. Por outro lado, a jovem de extrema organização, dedica o seu tempo ao trabalho, sem permitir espaço para esse contato. Na verdade, Inês prefere continuar a relação de pai e filha com o mesmo distanciamento. Dessa forma, Winfried, utiliza de sua criatividade e concebe um personagem chamado Toni Erdmann,  - com peruca e dentes postiços - para com isso estabelecer uma ligação com a filha. Aversa à essa situação, Inês resiste a todo momento, porém, Toni Erdmannn insiste nessa conexão. 
Um filme de extrema sensibilidade com uma mistura precisa de humor. Os atores Peter Simonischek e Sandra Huller criam uma química perfeita nesta relação paternal, o que permite uma excelente fluidez da narrativa.


O cidadão ilustre (El ciudadano ilustre)
Direção: Gastón Duprat e Mariano Cohn
Argentina/Espanha, 2016
Elenco: Oscar Martínez, Dady Brieva, Andrea Frigerio


Selecionado para o encerramento do Festival do Rio 2016, o filme "O cidadão ilustre" retrata o regresso do escritor Daniel Montavani (Oscar Martínez) - ganhador do Prêmio Nobel de Literatura - à sua cidade natal, Salas (Argentina), para receber a homenagem de cidadão ilustre. Mesmo após 40 anos morando fora, Daniel, logo é acolhido com entusiasmo e carinho pelos moradores e antigos amigos. No entanto, algumas atitudes contrárias à norma vigente, faz com que Daniel seja alvo de várias acusações, transformando-se em um sujeito estranho para o município. 
Com um refinado humor negro, o filme provoca diversas reflexões e consagra o ator Oscar Martínez, em sua brilhante interpretação.

Nenhum comentário:

Postar um comentário